Como encontrar a verdadeira satisfação?

Às vezes sentimos um vazio que não sabemos de onde vem. E tentamos preencher esse vazio das mais diversas maneiras, mas ele sempre volta. Isso acontece porque procuramos esse preenchimento com coisas passageiras, tendo em vista que pouco sabemos sobre nossos verdadeiros desejos. Então onde e como buscar essa tal felicidade?

Qual a solução?

Tente fazer uma lista com todas as coisas que você gostaria de ter na vida. Liste detalhadamente o que quer, quando, quanto e, principalmente, o por quê.

Às vezes queremos um carro do ano, mas não sabemos por que o queremos, e então, depois de comprá-lo e de 3 meses de uso – às vezes até menos tempo – ele já não parece mais nos satisfazer tanto assim!

A razão disso acontecer é por que não investigamos atentamente o real motivo do nosso desejo. Então, perguntar a si próprio o motivo de querer algo é mais valioso até mesmo do que conquistar tal coisa, porque, muitas vezes, depois de fazermos essa análise, descobrimos que poderíamos encontrar essa mesma satisfação de outra maneira. Uma talvez muito mais duradoura.

detailed illustration of a customer satisfaction meter with smilies
  • facebook
  • Twitter
  • googleplus
  • Pinterest

Então vamos fazer um exercício:


Escreva em um papel:
1. O que eu quero?
2. Por que eu quero?
3. Como me sentirei depois de conquistar tal coisa?

É muito importante escrever em um papel, pois assim conseguimos trazer para o físico algo que até agora existia somente em forma de sentimento e pensamento.

Tome o tempo que for necessário. Seja minucioso, procure detalhes. Procure entender as suas verdadeiras aspirações.

Primeira etapa
Ao fazer este exercício você já estará conquistando duas importantes realizações:
1 – Uma percepção mais verdadeira de si próprio.
2 – Trazer para a fisicalidade algo que se encontra em pensamento. (Chamaremos esse processo daqui em diante de “Manifestação”.)

Ao terminar, estude os seguintes aspectos:
– Perceba que é muito mais fácil saber o que não queremos, do que definir de fato o que queremos.
– Muitas vezes sabemos o que queremos, mas não temos a menor ideia de por que o queremos.
– Muitas vezes percebemos que a razão de querer algo nem sempre está alinhada ao modo como nos sentiremos depois de conquistar tal coisa.

Segunda etapa
Agora, vamos ter mais foco:
Em geral, todos os nossos desejos estão sempre relacionados à maneira que nos sentiremos ao alcançá-los. Ou seja, se ao realizar esse processo você descobrir que seu objetivo inicial não se encaixa de forma alguma ao resultado que esperava, o seu desejo já estará sendo alterado, e, neste momento, talvez você já não esteja mais querendo tanto aquilo que antes acreditava que seria a razão da sua felicidade.

Outra coisa importante é entender que o que de fato buscamos é o sentimento da terceira etapa. (1. o que quero, 2. por que quero. 3. o que sinto).
Sendo assim, podemos identificar facilmente que se estamos buscando uma certa sensação. Certamente existem diversas maneiras de alcançar essa sensação e você não precisa se matar para ter algo impossível quando poderia experimentar o mesmo sentimento de outra maneira.

Concluindo: Para encontrar a verdadeira satisfação, podemos agora apagar os itens 1 e 2 da nossa lista e focar no item 3.

Terceira Etapa
Agora vem a última etapa:

Sabendo o que verdadeiramente quer você pode agora definir outras maneiras de conquistar tal sentimento.

Sugiro que escolha uma maneira de alcançar esse sentimento por meio do compartilhar, pois sempre que compartilhamos aumentamos o potencial desse sentimento, o que o torna duradouro.

Colocando em Prática:

Boas escolhas!